24 de jan de 2015

Com a palavra Carlos Beto Radical Limpa Trilho Alberto Sabino, pra fechar o Senso!

Betão ao lado da sua foto no Parque Città di Maróstica, sua casa
Buenas Riders, to de volta com o assunto, é demorô, mas essa época as coisas andam mais lentas né!
Bom, para encerrar essa etapa do senso e partir para as conclusões, fecho com o papo do Betão, Beto Radical, Limpa Trilho, entre outros "usernames" do CarlosAlberto Sabino, afinal, um cara com tanta atitude e ações em prol do esporte não cabe num só.
Tamanha foi a vontade do Beto em contribuir com todas suas idéias e pensamentos, que ele mandou ver num texto despreocupado, para não perder tempo e nem o fio da meada. 
Confesso que deu um trabalho tentar deixar mais "bonito" o texto a pedido do próprio Betão, então façam como eu, leiam, peguem as idéias com se tivessem num papo com o cara. Vale a pena!

A próxima postagem? A conclusão do senso e vamos abrir os trabalhos pra 2015!

Foto pra Campanha - Limpa Trilho no Senado Foto: Germano Viegas
- "É isso ai Marcio, mandei um relato baseado na REALIDADE, ponto de vista profissional, para te situar da posição do mountain a nivel Brasil, com essas informações você pode montar um texto bonito e interessante para os leitores, faca uma boa diagramacao e boa sorte amigo….."

MOUNTAINBORDS BRASIL........2014
Apos 21 anos de mountainboard no brasil, desde o Genesis observei algumas caracteristicas do esporte, e da cultura.
O MOUNTAINBOARDS é UM ESPORTE SESIONAL, tendo sua sesão uma particularidade de todos esportes radicais que trabalho, sesão de aproximadamente 7 anos, já tivemos 3 ciclos sesionais fechados....ESTAMOS PASSANDO PELO 4º CICLO observado desde o início desse ano.
Betão no Parque Cità di Marostica
Atletas do Brasil todo caem na produção atlética e no interesse pelo esporte, o que seria preocupante se outros esportes de mesmo teor de dificuldade e prazer, caso de todos os Boards Esportes onde já sabemos.


Esportes radicais são esportes que tem ação diretamente no EGO, devido a BUSCA da afirmação no esporte afim de gerar renda, isso acontece pelo incrível e exessivo prazer em pratica-los....estar novamente naquele momento ….naquela posição....sentindo aquela adrenalina, É tão fantástico que todos que iniciam um esporte Radical e é feliz nele (se dá bem), não pensam mais em outra coisa a ponto de com muito pouca experiência (porém por se tratar de algo raro corajoso e de equilíbrio), mesmo com pouca experiência os atletas desses esportes já se consideram PROFISSIONAIS E DOUTOR DO ASSUNTO....e quando são contrariados de alguma forma.....buscam outras atividades que os afastam dos esportes radicais (no início por um tempo, e em pouco tempo PARA SEMPRE).


Isso não é anormal profissionais da área já sabem lidar com essa situação, ai é hora de colocar em prática a rotação e a renovação de adptos ao esporte.... (OS FOMENTADORES).

Juiz sempre presente nas etapas do Brasileiro - essa vez em Vinhendo/SP
            Nunca vi problema algum em outros esportes nessa renovação, mais no mountainboard percebo que os DOUTORES recém-chegados não tem essa visão (O ESPORTE é E DEVE SER ULTRA RADICAL E ASSIM SERÁ VEICULADO), o que sabemos que é lindo porém não resolve a renovação da cultura, e para resolver isso minha sugestão é VEICULAR NAS MIDIAS NAO SO O RADICAL MAIS TAMBEM O SIMPLES GRAMINHA ONDE QUALQUER UM PODE SE DIVERTIR, a mamãe, o papai, a vovó e o filhinho, seja qual for a idade.

Obs: já usamos modelos como esse citado acima em outros esportes com formulas fomentadoras e que deram muito certo....CASO DO DOWN HILL, por ex.....a uns 15 anos atrás levamos os boards para diferentes estados e la incentivamos MULHERES, resultado....O LONG EH O QUE EH HJ....
Jah assisti a baixa do mountainboard por 3 veses e agora pela 4ª vez....e percebo que sempre cai pelo mesmo motivo....EGOs, mas esse ano tem mais um elemento na queda....(INTERESSES), E ESSES INTERESSES ESTAO GERANDO CONFLITOS ESTADUAIS e que aparentemente dá a parecer que o esporte está caindo.
Oficinas radicais em São Bernardo do Campo/SP
Porém outros trabalhos continuam, outras praças fomentadas estão indo de vento em popa, caso do NORDESTE (Piaui, Ceara e Pernambuco), e no sul (caso do Parana e Santa Catarina) e SAO PAULO (que é a maior população de mountainboards da AMERICA DO SUL, onde os atletas não estão muito empenhados nos circuitos brasileiros, logo não se contaminaram e nem percebem o que ocorre hoje no mountainboard nacional esses serão o insumo do levante moral e cultural, novamente do esporte no brasil.
Temos também o POWERKITE....que também está de vento em poupa.
Nesses lugares PRINCIPALMENTE EM SAO BERNARDO, reparo que o interesse por parte das mulheres é mais pela cultura de montanha do que pelo mountainboard, (inicialmente, caso da Lais e outras novas que temos), ai sim dentro da cultura bem explicadinha o MOUNTAINBOARD passa a ser uma âncora para a cultura, está ai a estratégia de trabalho para os profissionais do mountainboard (meu caso), para iniciar no ano (COM METODOLOGIA E OBSERVANDO OS PROGRESSOS).
A CULTURA DE MONTANHA é VASTA, CABE MUITA COISA NELA, é uma cultura totalmente voltada a Natureza e Bons Costumes que é a ONDA do momento, pena que os doutores no esportes não ajudam ….sempre iniciamos na humildade SOZINHOS, o que torna difícil, mais a experiência e o trabalho também estão vencendo essa barreira (sempre contei com a família para fazer as coisas, hoje vou só vou pela formação e profissionalismo no assunto.
1º Avalanche no Brasil, 2007 - Cassiá/MG 
A Funny Session é uma evolução das competições de hoje em dia....muito menos agressivo muito mais equipe.....e muito inclusório,  com provas aparentemente fáceis porém foi aplicada muita técnica para realiza-la em nível competitivo, provas fora dos padrões normais, um sucesso, (POIS TEMOS PROVAS PARA RADICAIS E PARA os FOR FUN), O PUBLICO COMPARECE EM MASSA, e reparei o INEDITO....os deslises da organização não são nem percebidos ou citados pelos competidores, DEVIDO TODOS ESTAREM INTEGRADOS PELA ALEGRIA E FELICIDADE...e não pela competitividade.
O QUE Não ANULA NOSSA NECESSIDADE DE COLHERMOS INDICES E MANTERMOS NOSSA FORMA CONTETITIVA A PONTO DE USO A QUALQUER MOMENTO, pois em outros países o mountainboard passa pelos mesmos problemas que no nosso existem países mais novos no mountainboard que o nosso, caso da SERVIA, la tem mountain há uns 16 anos....eles ainda tem pique para desbravar disputas cerradas, é para Servia por EX que devemos formar e treinar riders de alto nivel.
O brasileiro de Visconde de Maua foi como sempre um show....muita emoção, os melhores amigos do planeta presentes no evento, a galera do sul não estive mas nem por isso não deixou de ter algumas discusses, CALORES COMPETITIVOS, rsrsrsrs, Rafael extressando com o Pangella (ANDRE)....foi comédia, mas lamentável

TODOS OS BRASILEIROS ESTAO ESVAZIANDO CADA VES MAIS....e ao contrário do que eu escutei alguém falar, não aumentou nível não.....os níveis já eram esperados, os melhores níveis não estavam presentes (só Thiago e Lucas), o resto estamos todos iguais, tem Atleta em são bernardo que entraria fácil no podium, só que aqui é mais difícil convencer a galera a participar devido todos estarem nas faculdades....a maioria em faculdades federais então dão preferência a disposição de estudos do que dos esportes (o Giulio está na medicina USP, o Joao Pedro na Geologia USP, o Vini.....tá dando vários tipos de flip....não vi nenhum ao vivo ainda.....tá  fazendo engenharia junto com meu filho na FEDERAL, vejo neles mais um insumo para o levante do nosso esporte....eles são quem vai levar o mountaim pra dentro dessas universidades ai com nossa cultura de montanha, vai ser cash, os mlks são bonitos, ai vem uma menina aqui...outra ali....atrás deles e do mato....ai espero que vire um destino natural enfim

O Campeonato de Sao Bernardo do Campo BRASIL OPEN 2014, 5º ano, 5ª edição.

Cartaz Brasil Open
Time de frente do evento de 2014


Ainda na luta politica para conseguir uma pista pra essa galera....com uma parada na metade e um terreno designado pra gente aqui no ABC, vamos realizar a 5ª edição desse evento OPEN SERIES SBC - 2014, afim de manter acesa a chama dos políticos daqui da minha cidade afim de conquistarmos nosso parque de cultura de montanha, (tá demorando porque o projeto é audacioso e requer investimento forte da prefeitura), no parque temos toda infra que precisamos, e muita midia a disposição, alojamento pros atletas e lanches para todos, tudo de graça, custa apenas um brinquedo ou um pacote de balas para fazermos uma festa em uma comunidade carente daqui da minha cidade.....ISSO TBM EH UM INSTRUMENTO DE FOMENTO, ENFIM....
Estamos indo....bem....como podemos.....
Abraço velho amigo volta logo pro seu pico ne....EH AQUIIIIII....vc deixou FANS aqui em são bernardo viu.....pode voltar....
Carlos A. Sabino Limpa Trilho / Betoradical

Sempre presente no Pódium da Master ao lado de Márcio Daguedes e André Pangella
Tá pra ti! Overall & Oldschool
E um grande amigo com um grande coração! 

4 de jan de 2015

Hashtag - The Movie

Confesso que não estava muito empolgado em comprar a ultima produção do Dylan Warren e sua crew. A facilidade que temos hoje para assistir vídeos de graça na web acaba deixando a gente mal acostumado.
O Hashtag - The Movie foi lançado primeiramente em DVD depois foi disponibilizado para download por AUD 8,99 (dolares australianos). http://radfacesgarage.bigcartel.com/products

Aconteceu que nesse início de ano eu li a critica muito bem feita pelo Evan Carlson em seu blog o The Dirt e não restou dúvida, leia em - http://www.the-dirt.net/media/hashtag-the-movie-mountainboarding-happened-in-2014/ 
A leitura me motivou a comprar o video. E não me arrependi, o valor não assusta e a produção está exclente.

Hashtag - The Movie fugiu do óbvio, foi para as ruas em busca de obstáculos, criou obstáculos e o resultado ficou muito interessante.

O estilo aussie de andar com certeza responde um pouco das nossas perguntas sobre "para onde vamos". São 22 minutos muito bem aproveitados, editados e com um trilha bem selecionada.
Vale a pena ver e valorizar o trabalho feito. 

Quem anda vai se libertar um pouco da visão das pistas prontas e quem produz vídeos vai curtir o trabalho pesado dos caras para produzir esse.

Nosso esporte está precisando de gente assim, com motivação pra além de andar, produzir material, eventos diferenciados e multiplicar nosso mountainboard lifestyle!

Hashtag - The Movie – fica a dica! Enjoy The Ride!
E para quem não viu as ultimas produções da ETR Coping Block, esses tão aí de graça para curtir- http://enjoytherideforfun.blogspot.com.br/2014/08/atb-coping-block.html

E aqui as produções anteriores do Dylan Warren, essas de graça - http://enjoytherideforfun.blogspot.com/2014/09/tour-lyfe-s-by-dylan-warren.html