24 de mai de 2011

Mountain Board Social – Big Air Show na Restinga – Porto Alegre/RS - Brasil

           Sábado passado, 21 de maio, rolou uma session diferente em uma ação social coordenada pelo meu Mestre de Capoeira, o Mestre Delmar Perroni, que também coordena  as atividades do PELC/PRONASCI em Porto Alegre. 
           O PELC/PRONASCI é um programa de esporte e lazer da cidade, que tem como objetivo o atendimento de adolescentes em situação de risco e vulnerabilidade social nos territórios de paz de Porto Alegre.
          Na pista, construída voluntariamente pelo Gilmar Guedes e pelo Alex Lâmpada e com o apoio da Exposul, a galera mandou ver e deu um rolé irado. 
         Eu (DaGuedes), o Lâmpada, o Felipe e o Sequinho fomos abençoados em poder curtir aquela tarde com tanta gente humilde e contagiante em nossa volta, para eles foi um show jamais visto, para nós um presente de session e uma baita ação social. E para todos que lá estavam foi um evento para ficar gravados na mente e no coração.
           Sob a locução estimulante do Ogro, a orientação “técnica” do Rafa Bomba, os cliques do Tony Dog, do Mestre Delmar, do Gilmar, do Bomba e do Marcos, a session rolou até o fim da tarde de sábado e marcou o encerramento do evento.
           A curtição foi tanta que estamos planejando participar dos próximos eventos que restam nos seis núcleos em funcionamento: Restinga I e II, Lomba do Pinheiro I e II, Cruzeiro e Bom Jesus.
          O PELC/PRONASCI acontece desde outubro de 2010, e vai até outubro desse ano, mas em seu primeiro semestre de atuação já atingiu sua meta de 36.500 atendimentos.
           O projeto conta com o apoio dos Ministérios da Justiça e de Esportes, do Governo Federal e também da Secretaria Municipal de Esportes, tendo 43 agentes sociais que desenvolvem diversas atividades como futebol, recreação, capoeira, judô, taekwondo, dança, percussão, grafite, artes circenses, teatro e música. Tudo isso diretamente nas comunidades, envolvendo suas lideranças comunitárias e seus moradores.
           Curta abaixo as fotos dos nossos diversos fotógrafos voluntários.
E se você quiser mais contéudo acesse: 
Enjoy The Ride!



















7 de mai de 2011

Notas do Big Air, pesquisas e reformulação das regras do Circuito

            Após uns dias fora do ar para recarregar as baterias, voltamos à tona para avaliarmos o evento e sua parte técnica. Para isso abordaremos três assuntos: 
1.      A divulgação das notas abertas do big air;
2.      O lançamento de duas pesquisas de satisfação pós Enjoy The Ride 2011. Uma para avaliar a estrutura oferecida e outra a parte técnica da etapa;
3.      Reunir e apresentar alguns pontos que foram manifestados pelos atletas através de e-mails e redes sociais quanto a reformulação de alguns itens do Regulamento do Circuito Brasileiro de Mountain Board. 
Não queremos dessa forma nos apropriarmos do assunto, mas sim, disponibilizar esse espaço para o debate e a divulgação dos resultados.

            As notas do Big Air estão disponíveis nos links abaixo:

            As pesquisas serão enviadas para os e-mails que os atletas preencheram na ficha de inscrição, mas você já pode acessá-los nos links abaixo. Se você não participou do evento como competidor também pode respondê-las. Os resultados serão divulgados posteriormente nesse Blog.
            Revisão do regulamento, vamos lançar os pontos para que os Estados reúnam seus atletas e organizem suas votações, iremos concentrar a votação nos representantes de cada região, então, se você quiser expressar suas idéias e opiniões, converse com o representante de seu estado.
            Big Air
A - Todos os quesitos tem peso, grau de dificuldade da manobra, amplitude, altura, estilo e aterrissagem, na pro esse último é mais cobrado ainda, então o atleta deve treinar, criar, diferenciar-se, e chegar na hora da competição e acertar a manobra.
B - Como e quanto descontar por manobra repetida e como avaliaremos as variações de grabs e contorções dentro da mesma manobra. Exemplos: Front Flip Simples, Front Flip nose grab ou double grab. Back Flip simples, nose grab, double grab, Peter Pan, Scorpion ou Christ Air. O mesmo vale para 180, 360, 540 e 720.  
C - Como e quanto somar por manobra de switch. Temos que deixar claro se será entrar de switch ou aterrissar de switch.
E - Capacitação dos juízes e fiscais de pista. Foi sugerido que cada estado tenha seu corpo de juizes, com pelo menos um de cada categoria e que esse juíz seja assíduo no circuito. Pequenos julgamentos nas sessions ou etapas estaduais são boas formas treinar juízes. Ser juiz não é a parte mais divertida do campeonato, exige concentração, compromisso e responsabilidade. O atleta se quiser, pode competir por diversão, o juiz não.   
 

Down Hill Speed
1.      Incluir o critério de desempate do primeiro tempo considerando o segundo tempo.
2.      Ou mudar o resultado das tomadas de tempo para a média dos dois tempos (soma os dois tempos e divide por dois) e não mais pelo menor tempo. Assim também levamos em consideração a regularidade.
Boarder Cross
1. Quando o atleta cai, se quiser levar o board na mão até um ponto de embalo, deve ir para trás. Se quiser avançar, deve embalar com, no mínimo, um pé no board até o ponto de embalo. Exemplos: caiu na vala da Swell, deve voltar para o drop da vala, ou pedalar até o fim da vala. No fim das curvas da Local Trip, caiu, deve voltar para um ponto que dê embalo ou pedalar até as rampas. Assim também na vala de São Roque ou na curva de madeira do Caburé.
2. Quem vem atrás não pode bater na parte de trás do board de quem vem na frente, mesmo que não seja intencional. Quem vem na frente tem prioridade de percurso e linha, então quem vem atrás deve traçar uma nova linha e desviar ou dar um slide para não bater. Assim evitamos a dúvida do fiscal se foi ou não intencional, também, preservamos a integridade dos atletas. Se o atleta conseguir alinhar com o outro e se baterem no momento em que estiverem lado a lado, pode.
            A cada ano notamos o crescimento do número de atletas e também uma maior preocupação com os resultados e isso é muito bom, pois assim percebemos que estamos no caminho certo em direção ao reconhecimento que nosso esporte precisa para evoluir. Contribua para essa construção participe das discussões e pesquisas.
           

Enjoy The Ride!

Tabela de dificuldade técnica das manobras do Circuito Brasileiro de Mountain Board

Dificuldade Técnica das manobras  - Freestyle ( Slopestyle e Big Air )

9,5 a 10 - Back Flip, Front Flip, Rodeo Flip e Super-Man.
9 a 9,5 - 540° , 360° one-footed e 360° Double grab.
8,5 a 9,0 - 360° grab, 360° , 180° double grab, one-footed e 180 one-foot.
8,0 a 8,5 - 180° grab, double grab com contorção.
7,0 a 8,0 - Grab avançado com contorção, double grab sem contorção e 180° sem grab.
6,0 a 7,0 - Grab avançado sem contorção.
5,0 a 6,0 - Grab básico sem contorção, sem grab com contorção.
4,0 a 5,0 - Sem grab estabilizado.
3,0 a 4,0 - Sem grab desestabilizado.

Sugestões:
1. A repetição de manobras irá diminuir o valor da dificuldade técnica em até: 2,0 pontos.
2. Dropar de swith stance (base trocada) bônus de até: 2,0 pontos.

Grab básico – indy , stealfish, mute, nose e tail.
Grab avançado – melancholic, chicken salad, rosbife, touch knee, Japan e Seatbelt.
Contorção – shifty/rewind (backside ou frontside) ou stiff ou look back combinados com qualquer grab. Method, table top e palm air/cross bone. (manobras contorcidas por natureza)
Double grab – Combinação de dois grabs básicos.

Notas do Big Air Feminino - Enjoy The Ride 2011!

Notas do Big Air Master - Enjoy The Ride 2011!





Notas do Big Air Pro/Elite - Enjoy The Ride 2011!




Notas do Big Air Amador - Enjoy The Ride 2011!

Nas colocações do Big Air amador, apenas uma correção, a digitação errada do resultado Fábio Neves fez com que a média final dele ficasse igual a do Gabriel, porém na revisão corrigimos e não houve empate, ficando o Gabriel em 6º lugar e o Fábio em 7º lugar, o que muda na pontuação do Fábio no Ranking do Circuito Brasileiro. Acima a tabela correta. Na priemria nota do Fábio estava 17,30 e o correto é 13,30.